A vitamina D é a responsável por regular o fornecimento de cálcio e fósforo ao organismo. Ela atua nos ossos, no intestino e nos rins, mas mantém uma função essencial no equilíbrio de vários outros órgãos e células do corpo. É possível obtê-la através da alimentação, mas poucos alimentos contêm quantidades significativas dessa vitamina, representando apenas 10 a 20% de toda a vitamina D necessária para os seres humanos. A exposição solar e o uso de suplementos (se necessário) completam a obtenção necessária.

A deficiência da vitamina D está associada ao risco maior de várias doenças crônicas como: problemas cardiovasculares, tumores e enfermidades imunológicas e infecciosas. Mas atenção: a avaliação da deficiência ou não da vitamina D deve ser feita por exames específicos, levando em conta as variações individuais.

Alguns indivíduos devem tomar cuidado redobrado com a deficiência de vitamina D, pois têm mais risco de desenvolvê-la.

São eles:

Idosos;

Gestantes e lactantes;

Pacientes com raquitismo/osteomalácia ou osteoporose;

Pacientes com história de quedas e fraturas ou com causas secundárias de osteoporose (doenças e medicações);

Hiperparatireoidismo;

Pacientes com doenças inflamatórias;

Pacientes com doenças autoimunes;

Pacientes com doença renal crônica;

Pacientes com síndromes de má absorção.

Outro ponto de desiquilíbrio é o excesso. Esse excesso é chamado de hipervitaminose D e pode levar a perda óssea.

Para manter bons níveis de vitamina D, a OMS (Organização Mundial da Saúde) defende a exposição ao sol. Mesmo assim, não é preciso ficar muito tempo debaixo dele: os raios UV estimulam a produção da substância na pele e existem mecanismos de controle para a síntese da vitamina, deixando somente a parte necessária seguir adiante.

O que um endocrinologista pode fazer por mim?

23 de outubro de 2019

O endocrinologista é o especialista que cuida de glândulas como a tireoide, a hipófise, a adrenal e o pâncreas,dentre outras. Essas glândulas liberam hormônios que atuam em diversas funções do nosso organismo. Quando ocorre algum...
Veja mais...

O que é síndrome metabólica?

16 de outubro de 2019

A síndrome metabólica é um conjunto de fatores de risco metabólico que aumentam as chances de desenvolver doenças cardíacas, derrames e diabetes. Ela tem como base a resistência a ação da insulina, que age menos nos tecidos e obriga o...
Veja mais...

Dislipidemia: o que é e o que preciso saber?

18 de outubro de 2019

Talvez você não conheça esse termo, mas já deve ter ouvido falar em excesso de gorduras no sangue, certo? A dislipidemia é caracterizada pela presença elevada de lipídios no sangue, incluindo o colesterol e o triglicérides, que são ...
Veja mais...

Por que praticar atividade física?

21 de dezembro de 2019

Aliadas a uma dieta saudável, as atividades físicas causam uma sensação de bem-estar e evitam o sedentarismo - uma das principais causas de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e outras doenças crônicas não transmissíveis. ...
Veja mais...

Como manter a hidratação adequada no Verão

14 de fevereiro de 2020

As altas temperaturas e a maior exposição ao sol contribuem para que o organismo perca mais água para controlar a temperatura do corpo. Então, como manter a hidratação em dia? O conselho geral é o mesmo do resto do ano: consumir 2...
Veja mais...